sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

A passagem de ano e as simpatias...

Desculpem lá, mas eu tenho que fazer as simpatias todas ou quase todas... porque? porque gosto, porque acho que tem uma boa energia, que não fazem mal a ninguém e é só uma maneira de tentar fazer que o Ano que vem, seja sempre melhor, que os anos que já passaram. E se muitas vezes os anos passados foram tão bons, fica só a lembrança, porque o caminho é para frente, lágrimas não pagam dívidas e não podemos viver de saudades, logo olhar para cima e para frente e enfrentar a vida, com novas energias com novas esperanças... porque um touro se agarra pelos chifres e de frente, mesmo que custe, mas tem que ser... é como a vida, de frente, para cima, para o alto, para frente, com toda a energia que tivermos, para colhermos os seus frutos. E cada ano que chega ao fim, podemos agradecer, estamos vivos, cada qual a sua maneira, apaixonados ou não, trabalhando ou não, com mais ou menos saúde, mas estamos aqui, para mais um ano, mais trezentos e sessenta e cinco chances de ser feliz, de tentar ser feliz, de fazer alguém feliz, seja como for, com pequenas ou grandes coisas... e o pulsar dos segundos, mostra que está quase, quase a terminar mais um ano na nossa vida e que vai começar outro, novinho em folha e só isso tem que nos fazer reviver, renovar, tentar sempre.
As simpatias que eu faço: uma romã escondidinha em algum lugar da casa (a minha fica em cima do armário da cozinha, onde ela possa nos ver e nós não a vemos, foi assim que me ensinaram)
- 12 uvas passas para comer na passagem do ano, nas últimas doze badaladas.
- como lentilhas, porque dizem que dá sorte, abundância... enfim, não faz mal tentar
- faço um papel com doze desejos, um por cada mês, com sentimento, com muita esperança que todos se irão realizar e que serão bons para mim, para os meus...
- subo numa cadeira, enquanto como as uvas passas e penso em coisas boas, mas mesmo boas... não, mais boas ainda, com todo o meu sentimento positivo, para mim e para os que eu amo.
- e champagne, para brindar, com o meu amor, com os meus filhos (e como ainda são pequenos, molho o dedo na champagne e passo na testa deles...:) já faço isso há dez anos... por isso, temos pena, enquanto eles deixarem eu farei... risos.
Se dá certo, dá. Basta crermos, basta querermos. Quando nós queremos mesmo de verdade, todo o Universo se vira para nós. Tente, só vai lhe fazer bem. 
Vá buscar no mais fundo da sua alma, do seu ser e pense, com a maior força desse mundo, que esse ano de 2017 vai ser excelente, vai ser único, tente, faço um ano diferente...
Feliz Ano Novo... tin tin...

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...